Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

maschamba



Sexta-feira, 13.05.11

Lamento do meu País

 
Photo by Robert and Shana Parkeharrison
 
Tão velho estou como árvore no inverno,vulcão sufocado, pássaro sonolento.Tão velho estou, de pálpebras baixas,acostumado apenas ao som das músicas,à forma das letras.Fere-me a luz das lâmpadas, o grito frenéticodos provisórios dias do mundo:Mas há um sol eterno, eterno e brandoe uma voz que não me canso, muito longe, de ouvir.Desculpai-me esta face, que se fez resignada:já não é a minha, mas a do tempo,com seus muitos episódios.Desculpai-me não ser bem eu:mas um fantasma de tudo.Recebereis em mim muitos mil anos, é certo,com suas sombras, porém, suas intermináveis sombras.Desculpai-me viver ainda:que os destroços, mesmo os da maior glória,são na verdade só destroços, destroços.
Cecília Meireles, A Velhice Pede Desculpas in 'Poemas (1958)AL 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por AL às 01:29


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2011

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031