Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

maschamba



Sábado, 30.04.11

Carta de amor a mim, à minha vida e ao “outro mim” (re-edição)

[caption id="attachment_27531" align="aligncenter" width="594" caption="Fotografia de Miguel Barros"][/caption]Estreei-me no Ma-schamba em Novembro de 2009 com uma fotografia do meu amigo Miguel Barros, Africanista recente mas já viciado e com um texto que hoje deixo novamente aqui. Despertou-me a memória vívida de um fim de tarde mágico em Benguerua, sentada na areia ainda morna da praia à espera do dhow que nos vinha buscar. Eram assim as cores do nosso céu de então; o ar doce e manso, o mar adormecido em efeitos de seda. Deitados na proa do dhow, cruzámos a baía embalados pelo arrufo da água no casco, só quebrado pela conversa do vento com as velas. O matiz de cores foi-se esbatendo para dar lugar à luz ocre da lua que nascia. Lá à frente, a Ponta de S Sebastião, ao nosso lado deslizou Magaruque; cresciam os coqueiros que bordam Vilankulos. Tempo e espaço cristalizados num momento perfeito que nada se atrevia a perturbar. Já perto da vila começaram os tan-tans dos pescadores, a pastorearem o peixe para o redil dos baixios, onde a maré vazia os deixaria encurralados e presa fácil. Da margem, o ocasional ulular de uma mulher. Acostámos em frente à casa, numa magia de verbo sufocado e palavras supérfluas.Cheia de saudades e repleta de nostalgia aqui deixo esta carta de amor, ridícula como se querem as cartas de amor. A mim, à minha vida, à vida minha.AL

Autoria e outros dados (tags, etc)

por AL às 02:33



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930